Comparação entre o Firefox Browser e Brave

Assim como o navegador Firefox, o navegador Brave é gratuito, de código aberto e focado na proteção da privacidade dos utilizadores. O Brave é relativamente novo no mundo dos navegadores: o seu produtor, Brave Software, apresentou o navegador pela primeira vez em janeiro de 2016. Neste artigo, compararemos o nosso navegador Firefox com o navegador Brave em três categorias: privacidade, utilidade e portabilidade.

Segurança e Privacidade

Segurança e privacidade Firefox Brave
Modo de navegação privada Sim Sim
Bloqueia cookies de monitorização de terceiros Sim Sim
Bloqueia códigos de criptomineração Sim Sim
Bloqueia rastreadores de redes sociais Sim Sim

O navegador Brave, como muitos outros, é baseado no código-fonte aberto do Chromium desenvolvido pela Google. Código-fonte aberto significa que qualquer pessoa pode utilizar o código-fonte para criar o que quiser - tal os navegadores Opera e Edge. Mas isto não significa que todos os navegadores baseados em Chromium são iguais ou que eles próprios são de código aberto.

O Brave diferencia-se dos outros navegadores Chromium concentrando-se na privacidade do utilizador - bloqueando especificamente rastreadores, scripts e anúncios por predefinição. Portanto, quando utiliza o navegador Brave, as áreas de um site que normalmente apresentam anúncios aparecem como espaços em branco. Em alguns casos, as páginas não são carregadas corretamente, o que exigirá que opte por um navegador diferente ou que mude a configuração ‘Shields Up’ para ‘Shields Down’, o que desativa a proteção de privacidade e de segurança.

A Internet, na sua grande maioria, é paga pela apresentação de publicidade, que mantem o conteúdo real que pretende visualizar, gratuito. O Brave tentou alterar este modelo, incentivando os seus utilizadores a optar pelo sistema de recompensa próprio do Brave que, na realidade, é a sua própria plataforma de anúncios publicitários. Depois de um utilizador optar por este sistema, o Brave irá apresentar o que eles chamam de "anúncios que respeitam a privacidade", os quais você pode ver e obter uma Basic Attention Token (chave de atenção básica), também conhecido como BAT. A partir deste momento, os utilizadores do Brave podem optar por gastar os seus BAT, apoiando os sites ou os colaboradores individuais de que gostam que, por sua vez, podem converter estes BAT em dinheiro real.

Se isto parece complicado ou se é uma ótima ideia, provavelmente depende do seu nível de desprezo pela apresentação de publicidade na Internet. A maioria dos utilizadores da Internet compreende que os conteúdos de qualidade custam dinheiro e aceita o fato que o dinheiro vem da publicidade.

Do outro lado da moeda, com o navegador Firefox, preferimos manter as coisas simples. O Firefox impede que, por predefinição, muitos rastreadores de terceiros, cripto-mineradores e rastreadores digitais o monitorizem. No entanto, o Firefox, fora do modo de navegação privada, opta por não impedir a apresentação de anúncios publicitários, a menos que você instale uma das extensões projetadas especificamente para este fim.

Há alguns recursos de segurança no Brave que merecem ser destacados, como as suas atualizações automáticas de ligação HTTPS (que o Firefox também fornece através de uma extensão). Tanto o Brave como o Firefox fornecem aos utilizadores um gestor nativo de palavras-passe e a capacidade de analisar a qualquer momento as suas estatísticas de segurança. O Brave mostra estatísticas como o número de rastreadores bloqueados sempre que você abre um novo separador. O Firefox mostra informações semelhantes quando você visualiza o seu relatório de privacidade, que pode ser acedido a qualquer momento, clicando no escudo na barra de endereço.

A conclusão é que, embora o modelo de receita do Brave com os Basic Attention Tokens possa ser muito complexo para muitos utilizadores, no geral, os navegadores Brave e Firefox oferecem várias formas de desfrutar de uma experiência de navegação segura e privada.

Transferir o Firefox Browser

Utilidade

Utilidade Firefox Brave
Bloqueio de reprodução automática Sim Sim
Navegação por separadores Sim Sim
Gestor de marcadores Sim Sim
Preenchimento automático de formulários Sim Sim
Opções de motores de pesquisa Sim Sim
Texto para voz Sim Não
Modo de leitura Sim Sim
Verificação ortográfica Sim Sim
Extensões web/Extras Sim Sim
Ferramenta de captura de ecrã no navegador Sim Não

O que pode surpreender alguns novos utilizadores do Brave é o quão rápido as páginas tendem a carregar no navegador. O motivo deste carregamento mais rápido está no fato das páginas serem carregadas muito mais rapidamente quando toda a publicidade das mesmas é bloqueada. Simplesmente há menos para carregar e por isto leva menos tempo.

Em termos de utilização da preciosa RAM, o navegador Brave é muito mais pesado que o Firefox. O Brave vem pré-carregado com várias funcionalidades e "extras" que podem estar na origem de um maior consumo de RAM. Por outro lado, o Firefox permite que você decida quais os extras e extensões que quer utilizar.

A personalização dos elementos e temas da interface do utilizador é uma das funcionalidades favoritas dos utilizadores do Firefox há vários anos e nossa ávida comunidade de programadores criou uma vasta biblioteca de extras e extensões de código aberto, permitindo ainda mais personalizações e funcionalidades. As funcionalidades que nativamente fazem parte do Firefox incluem a nossa poderosa ferramenta de captura de ecrã, recursos de acessibilidade e integração com o Pocket - um recurso que permite aos utilizadores salvar rapidamente um artigo para uma leitura posterior, em qualquer dispositivo.

O Brave também suporta a enorme biblioteca de extensões disponíveis na loja web do Google Chrome e oferece várias funcionalidades do navegador, como o mencionado programa Brave Rewards e capacidade para transferir torrents no navegador.

Transferir o Firefox Browser

Portabilidade

Portabilidade Firefox Brave
Disponibilidade para o sistema operativo Sim Sim
Disponibilidade no sistema operativo móvel Sim Sim
Sincroniza com dispositivos móveis Sim Sim
Gestor de palavras-passe Sim Sim
Palavra-passe mestra Sim Não

A capacidade de sincronizar as suas palavras-passe, extensões, dados de formulários, extras e outras preferências em todos os seus dispositivos e sistemas operativos é uma funcionalidade que está disponível há vários anos no Firefox. Os dados sincronizados também são encriptados, o que significa que ninguém pode aceder aos mesmos a partir do exterior.

O Firefox também oferece aos utilizadores a possibilidade de registarem, gratuitamente, uma Firefox Account. Ter uma conta Firefox é a chave para desbloquear a sincronização entre dispositivos, além de benefícios adicionais em produtos como Firefox Monitor que monitoriza is seus endereços de e-mail e o notifica se alguma das suas informações estiver envolvida em alguma violação de dados conhecida.

O Brave também ganhou recentemente a capacidade de sincronizar dados nos sistemas operativos e dispositivos mais populares, além da capacidade adicional de sincronizar os seus Basic Attention Tokens.

Transferir o Firefox Browser

Avaliação geral

Ao comparar os dois navegadores, o Firefox e o Brave oferecem um nível sofisticado de privacidade e de segurança por predefinição, disponibilizado automaticamente desde a primeira execução.

A ideia da substituição do modelo publicitário do Brave é uma reviravolta no modelo atual de posicionamento de anúncios e de pesquisa paga. Porém, alguns utilizadores da Internet com pouco tempo livre provavelmente não vão querer envolver-se demais com a gestão de micro-pagamentos a sites em troca de tempo e de atenção.

No geral, o Brave é um navegador rápido e seguro que será particularmente interessante para os utilizadores de criptomoedas. Mas para a grande maioria dos cidadãos da Internet, o Firefox continua a ser uma solução melhor e mais simples.

As comparações foram feitas com as seguintes versões de cada navegador:
Firefox (76) | Brave (1.7.92)
Esta página é atualizada 2 vezes por trimestre para refletir as versões mais recentes, no entanto pode não refletir sempre as últimas atualizações.